Páginas

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Rosa-do-deserto (Adenium Obesum)

Oi minha gente querida! A minha flor, ou rosa do deserto já deu várias floradas e foi crescendo e ficando com os galhos muito finos e altos, chegando a envergar com o peso das flores, deixei a florada terminar para    poder reenvasar e podar.
Vejam, cresceu tanto que tive que colocar um tutor para sustentar enquanto chegava o dia de fazer a poda, a poda seria preciso para a planta encorpar e também as raízes já estavam muito cobertas, era tempo de retirar do vaso e deixar as raízes mais à mostra.
Comecei então a poda de dois galhos, retirei do vaso, coloquei um substrato novo deixando as raízes mais descobertas, pois esta planta também tem outra atração, alem das suas belas rosas, o seu tronco, que forma verdadeiras esculturas com suas raízes.
Confesso que tive um pouquinho de medo de fazer esse procedimento e prejudicar a plantinha, que amo, mas, me informei, e é assim mesmo que tem que ser feito para a planta se desenvolver robusta.
E que alivio, quando vi  as primeiras brotações, então podei os outros galhos, rsrs que faltavam, agora com mais coragem.
No detalhe dá pra ver que a plantinha já está  cheia de novos brotos e que o procedimento de retirar do vaso e podar não lhe afetou em nada, as raízes que ficaram descobertas também já estão ficando com a cor natural e não secaram, como devem ter notado, deixei no mesmo vaso, só troquei o adubo.
Depois de alguns meses vamos ver a diferença, ela estava assim, a intenção é que ela fique mais esgalhada e quando florir novamente, tenha muito mais galhos para muito mais flores, rsrs, vamos aguardar, mas, como toda suculenta, deve demorar um pouquinho, né?
Foi assim que ela chegou, quando comprei, acho que já fazem uns três anos.
Estas rosas-do-deserto foi de uma exposição que fui, lindas !!!!!

Bom minha gente linda, este procedimento de reenvasar as plantinha, deve sempre ser feito quando:
O substrato estiver já sem nutrientes 

Quando as raízes estiverem saindo pelo orifício 
Quando a planta estiver muito grande em relação ao vaso
Outro indicio, poucas flores e muitas folhas
Obs: Evite trocar de um vaso pequeno para outro muito grande, o ideal é mudá-la para um vaso um pouco maior, assim a planta deve adaptar-se com mais facilidade
Quando for preciso cortar alguma raiz por ocasião do reenvaso, dese-se cortar algum galho também.
Depois de podar um galho coloque um pouco de canela em pó no local do corte, para cicatrizar e evitar fungos.
No caso da rosa-do-deserto, deixei no mesmo vaso para a planta não crescer demais.
Fonte de pesquisa: 1000 Dicas (Edição Especial Natureza)

Agradecendo a companhia de todos que sempre estão por aqui.
Abraços e fiquem com Deus!


domingo, 26 de maio de 2013

Destaque para o Mini-Ipê ou Ipê de Jardim

Oi minha gente querida! Tá bom , tá bom, eu sei que já fiz algumas postagens mostrando o ipê de jardim, mas acho que ele merece uma de destaque, só dele, por tudo que ele é, pela alegria, colorido e beleza que ele empresta ao meu jardim.
 Antes só conhecia o ipê, ou pau-d'arco, e ficava encantada quando me deparava com eles na época de sua florada, na primavera, até que um dia, durante uma caminhada avistei um lindo mine-ipê, transbordando de flores, aí não tive dúvidas, tratei logo de pegar uma vagem , que depois plantei, vingaram e dividi entre família e amigos.
Este dei para o meu filho que morava aqui e ele mesmo plantou, Plantei um na minha outra casa, que morava na época, só que de todas as mudas plantadas, esta é a que mais se desenvolveu e está mais bonita.
O mini-ipê, sempre está florido, com menos ou mais intensidade, mas sempre florido, agora tem chovido muito, essas imagens foram de domingo passado, tinha chovido a noite toda e o chão amanheceu assim...
Deixamos o dia todo assim sem varrer, acho lindo esse "lixinho" de pétalas, rsrs.
Mas segunda-feira tive que varrer, pois quando chove as flores grudam e mancham o piso, e dar um trabalhinho para limpar, e assim tem sido estes dias, quando a planta atingiu o auge de sua florada, mas é um  trabalho que gosto, não acho nada ruim ter o jardim assim cheio de flores, rsrs...
Detalhe de suas sementes, que, quando a vagem seca, se abre e espalha suas sementes aladas pelo chão e até à alguma distancia, dependendo do vento.

Agora algumas de suas características para quem quiser ter um também:
Mini-ipê ou ipê de jardim (Tecoma Stans)
Família das bignoniáces- origem: America do Norte- México
Porte- arvoreta de até 6 metros
Flores- primavera e verão ou quase o ano todo
Propagação- sementes ou estaquia de galho
Clima- prefere clima quente e úmido
Poda- aceita podas, inclusive  radicais se for conduzida como arvoreta, é preciso fazer podas de formação, cortando brotações laterais, deixando o principal.
No mais, é uma planta de desenvolvimento rápido e sem maiores exigências, basta regar quando precisar e adubar uma vez por ano.

Bom minha gente, espero que tenham gostado de saber mais um pouquinho desta linda arvoreta, que ilumina os jardins com suas flores amarelas, eu adoro a minha!
Agradeço muiiiito as visitas, gente eu tô toda feliz pois minhas visualizações tem aumentado muito, e eu quero super agradecer, e dizer que é muito bom poder contar com vocês prestigiando o meu jardim, amo isso...Agradeço também aos novos seguidores, sejam muito bem vindos!
Abraços e fiquem com Deus!







quarta-feira, 22 de maio de 2013

Bolo de chocolate, coco e limão.

Oi minha gente querida! Alem de gostar de jardinar, tem outra coisa que adoro fazer e que acho fantástico: Bolo, vivo fazendo, e de tanto praticar as vezes sai bolos tão saborosos que me atrevo a compartilhar com vocês, este é um deles.
Vamos aos ingredientes:
01 caixa ou lata de creme de leite
03 colheres de (sopa) de margarina
02 xícaras (chá) de açúcar
03 ovos
03 xícaras (chá) de farinha de trigo
02 colheres de (sopa) de raspas da casca de limão
01 xícara (chá) de coco ralado
01 colher de (sobremesa) de fermento em pó
01 xícara (chá) de chocolate em pó
Modo de preparo:
Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, até ficar bem homogêneo, depois o creme de leite, as raspas de limão, e o coco ralado, bata mais um pouco para misturar bem, feito isso passe essa mistura para uma tigela e vai misturando a farinha de trigo, depois o chocolate em pó, mistura bem e por ultimo, o fermento em pó. Coloque em uma forma redonda, untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido  à 180º por uns 50 minutos, ou até fazer o teste do palito e sair limpo.

Recheio e cobertura:
01 caixa ou lata de leite condensado
1/4 de xícara (chá) de suco de limão
Bata tudo no liquidificador até ficar uma pasta consistente.
Depois de um pouco frio, corta-se o bolo ao meio e coloque por cima o recheio, coloque a outra parte do bolo por cima e aplique com o restante do recheio a cobertura.

Esses tracinhos faço com o garfo, só pra dar um chame, rsrs,  pode ser servido ao natural ou gelado, eu prefiro gelado, por isso já coloco na embalagem para ir à geladeira, conforme mostro  na  segunda imagem.
Bom minha gente este bolo é " facin, facin " até o recheio e cobertura, é só bater no liquidificador, e pronto, simples assim.
Logo volto com notícias do meu jardim, aproveito para agradecer a todos que passarem por aqui, voltem sempre, é um prazer a companhia de vocês, agradeço aos queridos novos seguidores.
No dia do abraço, deixo um abraço à todos que visitarem o meu jardim.
Fiquem com Deus!!!!

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Dia de manutenção dos vasos e mini-jardins de cactos e suculentas.

Oi minha gente querida e que gosta de jardinar! Ontem tirei o dia para fazer a manutenção das minhas plantinhas em vasos.
Dia de fazer limpeza e adubação, assim como nossa casa, o nosso jardim e vasos também precisam de uma boa faxina para manter seu aspecto limpo e saudável.

 Comecei pela limpeza, varrendo com o pincel para retirar a sujeira, e retirada das folhas secas com a pinça.

Depois de tudo limpo começa a adubação, para os vasos que estão sem cobertura de pedrisco, uso adubo em pó,  1 colher para os vasos menores e 2 para os maiores.
 Usei também pó de osso, que estimula a floração,  na mesma proporção, 1 colher de sopa para os vasos menores e 2 para os maiores.
E para os vasos que estão assim prontinhos, com os pedriscos, prefiro colocar o adubo liquido, assim não desmancho, faço com 200ml de húmus de minhocas, adiciono 2 litros de água, uso uma garrafa pet, deixo de molho de um dia para o outro, agito bem, passo por uma peneira  e rego os mini-jardins, é bom fazer a cada 30 dias. O NPK é um adubo que não arrisco colocar nos vasinhos, só nos maiores, pois é preciso manter uma distância de uns 20 cm das raízes.

Gente este livro é maravilhoso, tem muitas explicações para o cultivo de cactos e suculentas, bom pra quem quer trabalhar com essas plantas, pois tem tudo sobre essa parte comercial,seu autor é Roberto Jun Takane, email: robertotakane@ufc.br- tel: (85)3366.9668.

Outro livrinho danado de bom (como se fala por aqui, rsrs) da revista Natureza, estava tipo esquecido, quando fui arrumar minhas revistas, encontrei, tem dicas maravilhosas e de vez em quando vou repassar para compartilhar com vocês, tá?

Bom minha gente, espero que tenham gostado das dicas de hoje e ajude a quem for fazer a manutenção das suas plantinhas.
Agradeço à todos que passam sempre por aqui e deixam seu comentário e bem vindo os novos seguidores, cada um que chega é uma alegria.
Abraços e fiquem com Deus!





















                                                                                                                                                 

sábado, 11 de maio de 2013

"Jardim da vida"

Oi minha gente linda e mães queridas! Uma rápida historia de um certo jardim...

O meu jardim da vida, foi cultivado com muito amor, e dele nasceram três plantinhas preciosas que foram crescendo e se tornaram belas árvores, e hoje duas delas já estão morando em seus próprios jardins.
No meu jardim da vida, também vieram para alegrar, mais três plantinhas que ajudei a criar e cultivar e que deram mais colorido, a este já tão belo jardim, e que hoje também já estão em seus próprios jardins.


O meu jardim da vida foi feito com muito carinho e amor, cheio de alegria, as vezes era preciso fazer algumas podas, adubar mais, para as plantinhas crescerem com raízes fortes e poderem alcançar seu pleno desenvolvimento e se tornarem as árvores lindas que são hoje.


Tenho 3 lindos e queridos filhos, um neto lindo que amo, e ajudei a criar uma sobrinha-filha que amo de paixão e duas primas que adoro e que ficaram comigo até casarem.
Hoje, somos em quatro, meu filho caçula, marido, euzinha e minha mãe, que veio há muito tempo morar com gente e que sempre me deu alem  de muito amor, o maior suporte para eu poder, estudar,trabalhar, ser esposa e mãe. Agora somos quatro em casa, mas quando podemos todos nos reunir, pense na festa....rsrs,  é só alegria!!!,

Bom minha gente essa é mais uma historia de muito amor colhida do meu jardim é assim....
Agora, eu gostaria de saber se você também tem a sua estória  de mãe? Tem, então conta, tá?

Fonte destas lindas imagens de jardins: (www.criandocomdesing.com.br)
Abraços e fiquem com Deus!

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Meus cactos e suculentas.

Oi minha gente linda! Vou mostrar no post de hoje algumas plantinhas da minha coleção.
Vocês por acaso já se perguntaram se tem alguma compulsão? comprador compulsivo? Exagera na limpeza? compulsão por trabalho? Por remédios? chocolata? Não resiste à cactos e suculentas?
Bom minha gente, como psicologa da minha própria vida, graduada e tudo o mais, posso afirmar: Vocês precisam de tratamento, tá? 
Mas... se somente a ultima opção é o seu caso, pode ficar super tranquila, é um vício que só faz bem, rsrs, e ainda afasta risco de estresse e depressão, mas não se esqueça, nada de ficar comprando, comprando, elas se multiplicam fácil e podemos trocar espécies com os amigos e amigas.
Era o ano de 2006, e eu estava passando por um grande estresse financeiro na minha empresa, sou uma pessoa de muita fé em Deus e também tive muito apoio da família e de amigos,
Mas precisava de algo para me distrair e aliviar as tenções e de preferencia algo novo, foi aí que entrei no curso de paisagismo e comecei a cultivar suculentas.
E sempre que podia, corria pra minhas plantinhas, quando estava jardinando, não pensava em mais nada, limpava a minha mente e sempre me sentia mais leve.
E hoje eu sou essa pessoa feliz, feliz e feliz que vocês conhecem, kkkk...
Gente, fiz este texto na descontração, tudo que acontece na nossa vida é para o nosso aprendizado, tem sofrimento? Tem sim, mais tudo passa, e temos que querer muito sair do estresse e fazer de tudo pra isso,  a vida é bela e temos que saber aproveitar, é ou não é?
Então minha gente, vou parando por aqui,  deixando estas imagens que são boa parte da minha alegria, adoro !!!

Quero agradecer as visitas e comentários, voltem sempre,  tô esperando, tá?
Obrigada aos novos seguidores!

Abraços e fiquem com Deus!





sexta-feira, 3 de maio de 2013

As flores...

Oi minha gente querida! Continuando mostrando o que está florido no meu jardim, vamos ver as flores que abriram esses dias.
Esta é o crino-rosa e demora a florir,  acho que umas três vezes ao ano, mas quando acontece é essa graça, amo!
Já a petúnia vive florida, e as vezes até exagera...como agora, rsrs "para nossa alegria".
As onze-horas também estão sempre cheia de flores, adoro!!!!!
A stapélia também resolveu florir, um vaso tão pequeno, para uma rosa tão grande, mas suas rosas são mesmo grandes e atraem pequenos insetos, que se prendem em suas cerdas, é uma suculenta bem diferente, mas acho muito linda.
O ipê de jardim e sua bela copa sempre embelezando o jardim com suas abundantes rosas amarelas, esta arvoreta é ideal para pequenos espaços, pois tem poste pequeno, aqui ele ficou muito bem devido ao meu espaço.
Imagens lindas de flores, chamam imagens fofas... e nada mais fofo do que a Mel toda enroladinha com frio, num dia chuvoso, rsrs, né não?

Bom minha gente super querida, por hoje é só, termino agradecendo à todos que estão sempre visitando o meu jardim e deixando comentários, voltem sempre, tá?
Obrigada aos novos seguidores,  adoro gente nova chegando por aqui.
Abraços e fiquem com Deus!