Páginas

domingo, 22 de abril de 2012

Um pouco de poesia

                                                                                
          LIVRE                                                 
                                                                              
Quando acordei da vidinha...
do marasmo...
me senti estranha diante daquele cotidiano,
não mais, nunca mais as mesmas coisas !


Renovei as penuges e agora, com asas novas,
quero voar...
Sentir o vento, o calor do sol a mercê da natureza,
da minha natureza livre...


Perdi as contas dos dias que esperei,
experimentar este momento...
Enfim brotou, como uma semente,
que de repente caiu na terra,
e com o orvalho da noite
começou a germinar...


Oi gente! Escrevi esta " poesia" se é que podemos chamar assim, em 2003, numa fase muito boa da minha vida, quando enfim me livrei das amarras em que, eu mesma havia me imposto  e de outras tantas que a própria vida impõe.
Olha, nem acredito que estou postando isso, é também mais uma prova de que realmente me sinto livre, rsrs.


 Um bom domingo pra todos!
Abraços e fiquem com Deus.                                              





2 comentários:

  1. Tinha mesmo é que compartilhar essa linda poesia.
    Parabéns amiga!
    bjus!
    yves

    ResponderExcluir
  2. Voa livre amiga... adorei

    como está de casa nova?
    já arrumou tudo?
    uma linda sexta feira !

    abraços!

    ResponderExcluir